sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Tapiocas coloridas com flores comestíveis

Inspirada nas oficinas da Neide Rigo aqui no Sesc Campinas,  na cozinha afetiva e no resgate da cultura indígena, segue uma ilustração de um prato sem gluten, sem lactose,  sem gordura, colorido e florido feito para a 'alma' degustar a delicadeza de estar nesse mundo.
.
Justo é dizer o caminho das pedras, aqui o link  do blog da Neide com a receita e modo de preparo 



















quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Meu limoeiro

Esse é um limoeiro, que há alguns 10 anos atras plantei num vaso para que fosse um bonsai.
Um amigo me alertou pra algo que nunca tinha refletido, que é um tanto egoísta aprisionar uma arvore num pequeno pote pra você ficar admirando. Neste domingo dia 13 de maio irei liberta-lo para a terra, pois nenhum ser vivo pode ser escravo.
daqui uns meses registro uma nova imagem pra ver seu tamanho



quinta-feira, 28 de julho de 2016

compota de ora pro nobis

Essa publicação é muito especial, quase uma narrativa fotográfica. 

Os doces são cheios de historias. As compotas  e geleias nasceram para conservar por mais tempo as frutas sazonais evitando o desperdício, que nada mais é que a fruta cozida e servida com o próprio líquido do cozimento e açúcar.
A tradição  dessa herança cultural foi trazida pelos portugueses. Com a falta de tempo as pessoas esqueceram esse hábito e passaram a escolher versões enlatadas, mais praticas porem nada saudáveis.

Pensando em  resgatar essa preciosidade e ouvindo minha intuição sobre os frutos do ora pro nobis (Pereskia aculeata) que apareceram em abundancia sobre o telhado da casinha do fundo do quintal iniciei esse missão.

Vale dizer que a intuição vinha quando visualizava aqueles inúmeros frutos, me perguntava o que eu podia fazer com eles, a resposta veio num sonho, eu subia no telhado, colhia, colhia e eles nunca acabavam. Ouvia também uma pessoa (que acho, era eu mesma) dizer que eu tinha outras coisas pra fazer e que aquilo não valia a pena. Mas acordei decidida que iria de colher os frutos e essa era a parte mais difícil, pois o local era quase inacessível, tinha também o risco  de me machucar com os espinhos ou cair do telhado que era um brasilite velho.
 
Subi a primeira vez por uma escada e desisti na primeira dolorida espetada dos espinhos, mas não era   de fato  uma   desistência.
Fui atras de uma luva de raspa de couro, afiei meu alicate de poda e subi  novamente rezando (ora pro nobis). Foram inúmeras subidas, realmente eles não acabavam. 

Depois foi a fase da a 'terapia dos espinhos' juntei os galhos dos frutos, musica tranquila, uma almofada no chão pra sentar e meditar separando frutos verdes dos maduros com o alicate, estacas e folhas de outro lado, o restante, deixei secar e foram combustível pra uma fogueira.  
Foram dias de trabalho, cada fruto verde ou maduro tem em média de 5 a 7 espinhos. Depois  de limpos, não é que esse aqui parece até sorrir.
Das poucas pesquisas que achei na internet todos diziam que o fruto era menos nutritivo que as folha, então no final do cozimento adicionei algumas folhas verdes. Levei as primeiras amostras da compota para um grupo coordenado pelo engenheiro agrônomo Osmar Diz da CATI Campinas, que me quem  deu uma muda/estaca há uns dois anos atras. A compota foi aprovada.  Surgiu assim, docemente,  a nutritiva compota de ora pro nobis. 
Curta nossa  página  no FacebookFacebook
Deu  pra fazer também conserva com os frutos verdes, que se passa facilmente por azeitonas. Nos mudamos dessa casa e  infelizmente tivemos que arrancar o pé de ora pro nobis,  pois a dona não queria nada no quintal alem de  grama.  Mas guardamos muitas estacas que estão plantadas em vários vasos aguardando o universo nos mostrar um  pedaço de terra plantar e colher mais e mais frutos, flores e folhas pois tudo do ora pro nobis pode ser usado, até  as abelhas adoram.








domingo, 12 de junho de 2016

Oficina de hortas suspensas em garrafa pets

Vamos construir juntos hortas verticais em garrafas pets num sistema de auto irrigação com auxilio de estaca de ora pro nobis para pequenos espaços urbanos, esse sistema foi criado por Nelson Mimei e sua filha Sandra Mimei   foi descrito em tcc  pelo CLASI - Campinas.
Vamos também compartilhar saberes sobre algumas ervas medicinais a partir de medicina natural de Hildegard,  a harmonização entre o reino humano e o reino vegetal e conscientização do alimentar- se bem e com alimentos puros,  plantados por você mesmo. 
Originalmente este projeto chama-se Plantado Valores com Demeter que é uma figura da mitologia grega considerada simbolo da agricultura. saiba mais http://recortandoascenasdavida.blogspot.com.br/2014/01/quem-e-demeter.html

 








terça-feira, 17 de maio de 2016

Ocupar e resistir amorosamente

Duas coisas me fizeram escrever isso, logo cedo nosso gatinho Haku que dificilmente sobe na pia,  lá ficou  por muito tempo, a intuição foi da Sara  que perguntou: 'tá ocupando?' Acessando a internet  de manha a primeira noticias era sobre ocupação... 
Ocupar é um direito constitucional, da pessoa que exerce sua liberdade de pensamento pelo bem comum.  É o “exercício do direito de manifestação em sua plenitude”, e hoje no Brasil ocupar é: pela democracia, pela garantia de educação de qualidade para todos e outros motivos nobres. 
Eu apoio as ocupações. Não posso ocupar fisicamente, o que posso  fazer é ocupar  meu espaço de ser de luz nesse mundo, as vezes tão escuro, com intenções elevadas,  amor,  apoiando  e acreditando que brasileiros e brasileiras são  irmãos e podemos viver em harmonia construindo coletivamente um Brasil melhor. Podemos criticar o sistema, as atitudes insanas de algumas pessoas, mas não  as pessoas. É possível. Ocupe amorosamente. 
Deixo aqui também um texto que  tem me inspirado desde de ontem.


"Quero falar com você.

Eu também estou assustada com o nosso Brasil! Eu também estou pensando no que fazer diante do nosso quadro político violento.
Não posso deixar de me lembrar de tempos de guerra e ódio e definitivamente não escolhi um mundo assim para viver. Mas é este mundo que se apresenta!
Então, não quero perder a esperança, pretendo investir nela. Mentalizar o meu país que é tão rico e bonito com uma política mais correta. Quero poder votar em homens e mulheres de bem.
Desejo fortemente que as pessoas de bem assumam cargos políticos e saiam da sombra.
Não falo de luta. Falo de representação.
Quero lembrar da força de Jesus, Gandhi, Sidarta, Dalai Lama, Confúcio e Mandela. Líderes religiosos, políticos, filósofos que sustentaram a sua força e os ensinamentos sobre o amor universal, sobre não ter medo dos opressores, sobre a escolha que temos direito, sobre a liberdade...
Não é possível construir uma verdadeira democracia sem amor. É o amor que permite o respeito ao próximo, a compaixão e a solidariedade. Somente através do amor dividimos os bens. É preciso amor para compartilhar a vida. O que eu desejo a mim, desejo ao outro. O que não é bom para mim, não desejo a ninguém.
“o melhor governo é aquele que governa através dos ritos e da moralidade das pessoas naturais, em vez de usar o suborno e a coação” (Confúcio, 500 a.c.)
Então faço um convite, vamos meditar pelo Brasil? Vamos continuar o que estamos fazendo, vamos levar Yoga para os espaços públicos e reunir o maior número de pessoas possível? Vamos gerar um movimento amoroso? Vamos mostrar que estamos cientes de tudo que está acontecendo? Vamos nos tornar lanternas na escuridão?
Meu amigo, fico muito grata por você ceder seu tempo para ler este meu apelo!
Esperança nos nossos corações! "
Namastê! Paula Ubinha



domingo, 15 de maio de 2016

Doces trocas

Uma ideia antiga agora começando a tomar forma. Produzir e trocar. O dinheiro não deve ser o único meio de adquirir os produtos que  precisamos.
Nossa primeira troca registrada aqui, nossos maracujás orgânicos por essa linda cesta. Gratidão ao Apiário Donna Flor do amigo Ed que trouxe também essas bananas e melado orgânicos.


No ano de 2016, foi a unica troca efetiva que lembro, uma amiga até trouxe um punhado de coisas e deixou em casa pra quem quisesse trocar, mas só ficou juntando poeira, acabei doando.
O tempo passou e achei q não ia dar em nada essa ideia. Mas devagarzinho vai dando. Fotografar um evento em troca da inscrição em uma oficina, ovos caipiras por boas vibrações, implementação da uma cozinha afetiva por alimentos orgânicos, boas companhias para uma refeição e afetos, aquilo de que a humanidade  tanto precisa.
Essa ultima troca foi uma ideia do Philipe e Luara do Brotou no Chão onde a  "ideia é reunir pessoas  que queiram  se alimentar com comida orgânica e vegetariana usando o horário do almoço como um momento de convívio e troca".
Primeiro almoço do coletivo de alimentação orgânico e vegetariano

feijoada vegana docemente preparada
curta a pagina Docemente Terapêutico e Cozinha Afetiva




sexta-feira, 22 de abril de 2016

Dia da Terra



"A maior mudança que precisamos fazer é do consumo à produção, mesmo que em pequena escala, em nossos próprios jardins. Se apenas 10% de nós fizer isso, há o suficiente para todos. Daí a inutilidade de revolucionários que não têm hortas, que dependem do próprio sistema que eles atacam, e que produzem palavras e balas, e não alimento e abrigo.”

Bill Mollison (1928-) fundador da Permacultura


terça-feira, 19 de abril de 2016

A primavera

<3 "A primavera chegará, mesmo que ninguém mais saiba seu nome, nem acredite no calendário, nem possua jardim para recebê-la."
(Cecília Meireles)<3

domingo, 17 de abril de 2016

A beleza do amarelo e vermelho

Hoje aconteceu as 15 horas uma  meditação especial pelo Brasil http://www.somdecristal.com.br/transmissao-cristalina-especial-brasil/

[...] "Acreditamos que, juntos e focados em uma mesma afirmação, geramos um campo de energia muito poderoso. Nossa sugestão é que mentalizemos a frase a seguir a maior parte do tempo possível durante a meditação guiada:

Os brasileiros e brasileiras são irmãos e vivem em harmonia."[...] 
Um tempo depois que  comecei a mentalizar a afirmação acima abri os olhos e observei no meu jardim duas borboletas amarelas nas flores vermelhas. Tive que registrar aquele recado da natureza, e cada um pode interpretar como quiser...

"Gratidão eterna a fonte Divina que permite que a vida flua através de nós momento a momento. Graças a todos nós que nos reunimos [...]para relembrar nossa unidade essencial. Somos e sempre seremos um. Que a paz, o amor, e a verdade prevaleca na Terra"[...]

para participar das próximas meditações: http://www.somdecristal.com.br/transmissoes-cristalinas-o-que-e/

No fim de março de 2017 recebi essa mensagem que complementa perfeitamente  o post.


Estamos vivendo um momento desafiador no Brasil. Na verdade creio que a onda que está revolvendo nossas entranhas é global.
A sombra veio à tona. O escondido está sendo revelado, e isso não se refere apenas à situação politico economico social, mas a cada um de nós.
A forma como reagimos a esse momento revela também nossas sombras. Isso não é ruim. Só podemos limpar a sujeira que enxergamos.
Mas ouça. Enquanto nos ocupamos em apontar a escuridão lá fora. Nos outros. Na política. Naqueles que atacamos por pensarem diferente de nós, deixamos de agir e transformar o que nos cabe.
Nós mesmos.
Pense que cada um de nós tem dons e habilidades que servem ao todo. Uns tem uma mente clara e ótimas ideias, outros são ágeis em encontrar soluções criativas. Uns sabem usar agulhas para curar, outros tem o dom da oratória. Uns amam estar em grupo e iniciar movimentos que se expandam, outros preferem ficar no jardim cuidando de uma única sementinha.
O momento requer que cada um de nós descubra seu dom e o coloque a serviço do todo.
Existe algo que só você tem a dar, entende?
Precisamos evitar a armadilha de sermos sugados por essa ilusão coletiva que diz que o nosso destino está nas mãos de alguém, que não nós próprios.
Enquanto ficamos aguilhoados pela revolta, reclamando, atacando uns aos outros, alimentando essa onda que causa angústia e medo, deixamos de fazer a única coisa que poderia ser verdadeiramente revolucionária.
Existir.
Ser a luz que somos.
Não importa a sombra que nos rodeie, estamos aqui para manifestar nossa luz. Uma única vela acesa rompe a escuridão.
Se você for alguém influente na política, seja luz. Se você for influente na educação, seja luz na educação. Se for dono de um quisque na praia, coloque amor ao preparar os sanduiches.
Onde quer que esteja, faça o seu melhor.
Pare de desperdiçar sua energia julgando, polarizando, atacando. Isso não resolve. Apenas aprofunda esse véu de separatividade e cega a todos nós.
Essa é a última tentativa da sombra de nos afastar de nós mesmos.
Temos um poder imenso e tudo pode se transformar se formos sábios e corajosos para fazer a única coisa que nos cabe.
Não se deixe iludir pelo que vê à sua volta. Respire. Faça o seu melhor. Vibre a luz que você é.
E confie.
Estamos a caminho.

Patricia Gebrim



domingo, 13 de março de 2016

Nossa colheita de maracujás orgânicos

Nossa colheita de maracujá orgânicos nesse fim de semana, para acalmar os ânimos de quem quiser. Só passar em casa, estarão disponíveis também na banca de orgânicos do Sr. Nelson na feira de artesanato do Castelo aos sábados de manhã.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Gratidão a grande mãe

"Mãe nossa que estais no céu, na terra e em toda parte, 
bendita seja tua beleza e que a tua abundância encha de frutos a árvore da minha vida, 
torna-me forte e solidária na dor, bela e desprendida no amor. 
Grande Mãe, senhora da vida e da morte, 
ajuda-me para que não mais me entregue à aflição, à tristeza e à ansiedade, 
nem permita que os desgostos me atormentem ou as coisas desagradáveis da vida me inquietem, afastando cada sombra da minha vida, iluminando todas as minhas estações... 
Que eu saiba respeitar os caminhos de todos os seres. 
Que o propósito maior guie meus passos 
e que a batida do meu coração possa se unir ao toque do coração da terra 
e assim possamos pulsar em um só ritmo. 
Que as estrelas me guiem nas noites escuras e o sol brilhe intensamente em meu corpo. 
Que a Grande Deusa que habita dentro de mim seja meu refúgio, 
refresque e alegre meu espírito, 
santifique cada palavra e cada ato meu, purifique meu coração, 
iluminando minha consciência e meus poderes. 
Que me dê o perdão, se por acaso eu falhar 
e me torne capaz de perdoar os que falharem comigo e a mim mesma. 
Que eu dance nua, sem medo ou vergonha de enfrentar meu próprio reflexo. 
Que o teu nome e o teu poder sejam o meu nome e o meu poder, 
mas ajuda-me a ser humilde... 
a fim de que meu coração se torne pleno de teu amor. 
Que eu possa conservar a fé, sempre, e que jamais encontre desculpas para o oportunismo! 
Que eu saiba enxergar e retribuir cada gesto de amor 
que encontrar nas pessoas da casa, parentes e amigos. 
Que a comida servida na mesa de minha família, seja conquistada pelo meu trabalho.
E que eu possa sempre acolher em nossa mesa, 
aqueles que querem partilhar conosco o alimento sagrado. 
Que a minha porta se abra àqueles que habitam fora da riqueza, 
da fama e do privilégio, mas que os que não andam descalços, 
também encontrem o caminho que chega a minha casa. 
Mãe, abençoe meu sexo, tão delicado e sensível ao toque mais suave 
e ainda assim, entretanto, forte o suficiente para aguentar o milagre da gestação e do parto... 
meu útero, tão fértil, tão parecido com minha Deusa, 
os meus seios que nutrem minhas crianças e me fazem sentir a plenitude de ser mulher.. 
Eu sou uma Bruxa. 
E o poder da Grande Mãe, que ilumina e protege, está dentro de mim. 
Assim sempre foi, assim sempre será, 
e que o círculo nunca se rompa." 
- Hyllanna




Benção Mundial do Útero em Campinas em 22 de fevereiro de 2016


quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Kirin: nosso menino maluquinho

Numa das entregas de trabalho do Alexandre, ele encontrou esse felino numa padaria, o comerciante disse que ele tinha sido abandonado ali e fez a proposta de adoção...foi assim que ele chegou em casa em novembro de 2014,  Kirin. 
Era cada peripécia que fazia... uma delas foi se  enfiar debaixo de uma panela de cobre que estava secando, o redeu esse titulo de menino maluquinho. Ele era inusitado, quando tocava a campanhia, corria ver quem era e ir receber a pessoa  antes da gente. Era dengoso, doce, as vezes agressivo, corria atras da Manola, a gata mais velha...sempre amolecia nosso  coração com seus olhos azuis.
Ontem inexplicavelmente ele pulou o portão e deitou no meio da rua, eu e a Sara, chamamos ele gritando, mas ele não deu ouvidos. Falei pra ela pegar o pote de ração e sacudir, pois era o chamado que ele ouvia mais rápido. Eu ia pegar a chave pra abrir o portão caso ele não atendesse. Foi tudo muito rápido. A rua estava calma passou um carro em velocidade média, desviou dele, mesmo assim não saiu do meio da rua. Até aqui eu vi a cena...depois ouvi o segundo carro em alta velocidade e a pancada... não saberia descrever nosso panico e desespero...o Iago, o mais corajoso, pegou ele com uma toalha...dali uns minutos ele já não tinha mais vida.  Como é difícil descrever a perda de um animal.
Editamos esse vídeo pra lembrar da felicidade que ele nos trouxe...e  vamos aprender a viver sem ele.


sábado, 30 de janeiro de 2016